Sob pressão, BB retoma as negociações com comando da Nossa Caixa

Após pressão, BB  retoma negociação com representantes dos bancários 
Sindicato reivindica solução para diversos problemas apontados pelos funcionários da Nossa Caixa durante processo de incorporação entre os bancos
 



São Paulo - Após a pressão dos funcionários da Nossa Caixa, que se mobilizaram em todo o estado em protestos e paralisações, os representantes dos trabalhadores e da direção do Banco do Brasil retomaram as negociações em torno do processo de incorporação.

Segundo Raquel Kacelnikas, representante dos trabalhadores na mesa de negociação, o processo negocial foi  interrompido pela empresa, após o BB fazer uma exposição aos trabalhadores sobre as vagas que seriam disponibilizadas aos funcionários da Nossa Caixa, mas sem esclarecer como seriam preenchidas, ou o que ocorreria com a gratificação variável, entre outros questionamentos. “O banco não voltou a negociar e isso causou insegurança e incertezas terríveis que ficaram evidenciadas nas plenárias e reuniões que fizemos com os trabalhadores nas agências e concentrações. Situação que gerou também a paralisação dos funcionários do CPD da Marambaia”, afirma.
 
Na negociação realizada na tarde desta quarta-feira 25, os dirigentes sindicais levaram ao banco toda essa insatisfação e apresentaram questionamentos sobre diversos temas, como saúde, migração, vale-transporte, realocação, gratificação variável.

Os trabalhadores decidiram propor um documento, a ser encaminhado ao Conselho Diretor do Banco do Brasil, para que a instituição financeira assuma compromissos e defina prazos no processo de negociação durante a migração dos funcionários. O documento será entregue aos negociadores do BB durante nova rodada de negociação, agendada para esta quinta-feira 26, às 10h, também em São Paulo.

“Os bancários devem aguardar orientações e não devem fazer a migração que começa no dia 2 de dezembro. Os funcionários têm que ir para o BB com segurança e sem dúvidas em relação ao futuro”, orienta Raquel.

Assembleia – Nesta sexta-feira 27, os funcionários da Nossa Caixa reúnem-se em assembleia para deliberar sobre a greve de 24 horas no dia 30.  “É importante que todos os bancários venham para a assembleia onde serão dados informes sobre as negociações. Estamos num momento decisivo e é necessária a participação de todos”, acrescenta Raquel.

Compartilhe!