Sindicato visita a Tivit e ouve denúncias

 

O Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região esteve panfletando a Tivit, no último dia 7 de agosto. Esteve presente o presidente do Sindicato, Paulo Santos Mendonça, além dos diretores Adelmo e Tacão, e dirigentes da Contraf, onde foram distribuídos jornais elaborados pela Fetec/CUT.


Foram levantados diversos problemas, tais como: lanchonete com alimento ruim – onde já foi encontrado insetos dentro do alimento. Além disso, não há onde esquentar comida, quem leva marmita tem que comer frio.


Outra questão são os atestados médicos, sendo que a empresa nega o recebimento e desconta os dias em que o trabalhador se ausenta, além de perder a comissão. Faltam remédios e médicos no ambulatório que não tem nem sequer instrumento que mede pressão.


Os operadores são obrigados a terminar a jornada diária com 4 horas e 20 minutos de tempo falado. Após 7 segundos do ínicio de uma ligação já tem que acontecer a digitação do resultado. Se o cliente não pagar o valor cobrado a efetividade do funcionário da Tivit cai, e o baixo ratting faz o funcionário ser transferido para um setor ainda pior.


É lamentável a pressão exercida pelos supervisores, que constantemente ameaçam de demissão por justa causa. Aqueles que pedem pra ser demitidos, ouvem uma só resposta: “bata suas metas que eu te mando embora. Enquanto voce não cumprir a sua meta, você tem que ficar aqui na Tivit.”

 

O Sindicato quer abrir negociações imediatamente com a empresa, que presta serviço ao Bradesco principalmente. O descontentamento dos funcionários é tão grande, que a paralisação das atividades pode acontecer a qualquer momento.

A visita do Sindicato repercutiu no site da Contraf:http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=17980.

Veja a integra do jornal entregue aos trabalhadores da Tivit:http://www.contrafcut.org.br/download/publicacoes/0987161127.pdf

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email