Sindicato cobra e Safra paga PLR no dia 14

Banco mantém todas as regras da Fenaban e acrescenta 20% a mais na Participação nos Lucros e Resultados, dependendo do resultado do final do ano

O Sindicato de São Paulo cobrou e o Safra comunicou que pagará a PLR no dia 14 de setembro. O comunicado veio após os bancários aprovarem em assembleias, realizadas em todo o Brasil, na quarta-feira 29, e em Jundiaí no dia 30, a proposta da Fenaban (federação dos bancos), que prevê reajuste de 5% nos salários, PLR e demais verbas (que corresponde à reposição da inflação mais 1,18% de aumento real), e que mantém todos os direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários, inclusive a regra da PLR.

Assim, com o reajuste, a parcela fixa da regra básica da PLR passa a R$ 2.355,76 – lembrando que a esse montante é somado 90% do salário base –; e o teto da parcela adicional (distribuição linear de 2,2% do lucro líquido do banco) passa a R$ 4.711,52.

Na antecipação, os bancários recebem 60% da regra básica, ou seja, 54% do salário + R$ 1.413,46; e a parcela adicional: distribuição linear de 2,2% do lucro líquido do semestre, com teto de R$ 2.355,76.

Os bancários do Safra poderão ter ainda um acréscimo de 20% na segunda parcela, dependendo do resultado do final do ano.

O diretor do Sindicato em São Paulo, Flávio Monteiro, destacou que o Sindicato continuará acompanhando o andamento do acordo com o banco. “Tivemos uma boa campanha, na qual conseguimos manter todos os direitos e conquistar um reajuste que contempla aumento real, graças à participação dos bancários. E o sempre mantivemos o diálogo e tem sido assim já algum tempo. Uma prova disso é a criação da SafraPay, com geração de emprego para a categoria e indo na contramão do Supremo Tribunal Federal (STF)”, afirmou.

O diretor ainda parabeniza os empregados do Safra, que hoje conta com mais de 7 mil trabalhadores, e destaca que a instituição só consegue bons resultados devido ao empenho e à dedicação de cada um dos bancários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *