ATUALIZE O SEU CADASTRO

Sem plano fiscal, EUA estão sob risco de instabilidade grega, diz Bernanke

WASHINGTON - O presidente do Federal Reserve (Fed, Ben Bernanke, disse que os Estados Unidos correm o risco de experimentar o mesmo tipo de instabilidade financeira que a Grécia está enfrentando, se nenhum plano para reduzir o enorme déficit orçamentário do país for elaborado em breve.

Em depoimento ao Comitê de Orçamento da Câmara, Bernanke afirmou que as taxas de juros poderão subir drasticamente, se os mercados financeiros perderem a confiança na capacidade dos EUA para corrigir suas finanças públicas, prejudicando a economia. O movimento pode até “causar instabilidade financeira como a que vimos na Grécia”, disse ele.

Segundo o presidente do Fed, o dólar, que continua a ser uma moeda de reserva dominante no mundo, também se beneficiou de uma fuga para a qualidade dos investidores, preocupados com os problemas das dívidas soberanas na Europa.

Além disso, Bernanke destacou que os EUA precisam elaborar rapidamente um plano de médio prazo para reduzir seu déficit orçamentário.

Embora o governo não planeje elevar os impostos agora, uma vez que isso poderia prejudicar a recuperação da economia, qualquer novo estímulo fiscal implantado pelo Congresso deve ser acompanhado de um plano concreto para corrigir as finanças públicas, destacou o presidente do Fed.

As preocupações sobre o déficit orçamentário levaram os líderes da Câmara dos Representantes a cortar a proposta para ampliar os benefícios do seguro-desemprego e restabelecer alguns benefícios fiscais populares.

“Você terá um conjunto de políticas mais eficazes se você combinar qualquer aumento do apoio fiscal com outras medidas que tranquilizem os mercados de que o nosso déficit será controlado de fato no médio prazo”, ressaltou Bernanke.

As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Compartilhe!