SANTANDER REAL: Defesa do Emprego é prioridade

Santander/Real: trabalhadores exigem manutenção de empregos e direitos

A manutenção de empregos e direitos dos bancários do Santander e do Real/ABN Amro foi prioridade nos debates que nortearam a mesa conjunta das duas instituições financeiras na última segunda-feira, dia 28, durante a 10ª Conferência Nacional dos Bancários.

Para isso, foram deliberadas ações unificadas como o envio de documento, exigindo abertura imediata de negociações com o presidente do Santander, Fábio Barbosa. Entre os pontos que constarão no documento está a garantia de emprego por três anos aos trabalhadores dos dois bancos, a manutenção dos direitos dos bancários da ativa e aposentados e a discussão do Plano de Cargos e Salários.

Ficou definida também a realização de seminário nacional, na segunda quinzena de agosto, com os dirigentes sindicais dos dois bancos para aprofundar os debates e intensificar a mobilização. Além disso, a inclusão dos trabalhadores do Real/ABN Amro no acordo aditivo do Santander, resguardando-se as especificidades de cada empresa. As negociações específicas ocorrerão concomitantemente às da categoria com a federação dos bancos (Fenaban).

O dia 14 de agosto foi definido como data indicativa para a entrega da pauta de reivindicações, renovação do acordo aditivo e também como Dia Nacional de Luta em defesa dos emprego e direitos dos trabalhadores das duas instituições financeiras.

Michele Amorim

Compartilhe!