Santander quer pagar R$ 246,5 mi a 48 diretores

 Em duas assembleias de acionistas do Santander Brasil (uma ordinária e outra extraordinária), realizadas nesta terça 27 no prédio da Torre (Matriz), na capital paulista, um grupo de minoritários (representantes dos trabalhadores e funcionários do banco espanhol) votou contra a fixação da remuneração global anual dos administradores do banco em R$ 246,560 milhões para o exercício de 2010. Segundo representantes do banco, esse montante deve ser pago aos atuais 48 diretores e parte será também destinado para os nove membros do Conselho de Administração.

Os trabalhadores também foram contra a alteração estatutária, que aumentou o número máximo de diretores-executivos, que era de 56, para 75. 

Satãder mais uma vez tenta impor PLR sobre lucro menor para os bancários - Os quatro presentes também votaram contra a destinação do lucro líquido do exercício de 2009 e a distribuição de dividendos. 

Nos documentos protocolados, os minoritários também cobram soluções para a falta de funcionários nas agências, as metas inatingíveis para a venda de produtos, o serviço passado do Banesprev, as mudanças do HolandaPrevi, o passivo dos aposentados, as condições de trabalho e as práticas antissindicais.

 

Fonte: Sind. dos Bancários de Santos

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email