Santander Brasil tem lucro de R$ 1,016 bilhão no 3º trimestre

O Santander Brasil anunciou nesta quinta-feira (28) que registrou lucro líquido contábil de R$ 1,016 bilhão, de acordo com o padrão contábil geralmente usado no Brasil, o BR Gaap. Um ano antes, o  banco havia anunciado ganho líquido de R$ 473,63 milhões, o que representa alta de 114%.

De acordo com o padrão contábil internacional IFRS, que será exigido pela Comissão de Valores Mobiliários  (CVM) a partir de 2011, o banco apurou lucro líquido de R$ 1,934 bilhão, aumento de 31,4% em relação ao obtido em igual período de 2009.

No terceiro trimestre de 2009, houve forte diferença de resultado entre o padrão brasileiro e o internacional do banco devido à amortização do ágio referente à aquisição do Banco Real, que não é feita na regra internacional.

A carteira de empréstimos e recebíveis da filial do banco espanhol no Brasil era de R$ 169,25 bilhões no final de setembro, ante R$ 152,16 bilhões doze meses antes.

Pelo padrão brasileiro (BR GAAP), a carteira de crédito era de R$ 159,085 bilhões em setembro sobre 136,244 bilhões um ano antes.

Também pela norma brasileira, o banco anunciou que seu lucro líquido consolidado dos nove primeiros meses do ano ficou em 3,032 bilhões de reais, comparado com os 1,420 bilhão de reais da mesma etapa de 2009.

De acordo com o vice-presidente executivo de finanças, Carlos Galán, a participação do Brasil nos negócios do grupo subiu de 5% para 25% de setembro de 2009 para o mesmo mês de 2010.

No mundo
O Grupo Santander registrou lucro líquido de 6,08 bilhões de euros (cerca de US$ 8,4 bilhões) entre janeiro e setembro de 2010, montante 9,8% menor que os 6,74 bilhões de euros (US$ 9,3 bilhões) alcançados no mesmo período de 2009.

Na América Latina, o lucro foi de 3,482 bilhões de euros (US$ 4,8 bilhões), o que representa crescimento de 24%, e a maior contribuição corresponde ao Brasil, que alcançou lucro recorde de 2,079 bilhões de euros (US$ 2,9 bilhões), em alta de 31%.

Pelos números apresentados pelo banco espanhol à Comissão Nacional da Bolsa de Valores (CNMV) da Espanha, 42% do lucro do Grupo Santander vem dos negócios na América Latina (25% do Brasil).

A região obteve ainda um volume de créditos de 117,909 bilhões de euros (US$ 163,200 bilhões), com aumento de 29% do Brasil.

Os depósitos de clientes da maior instituição financeira espanhola cresceram 28% em todo o mundo, para 601,293 bilhões de euros (US$ 832,4 bilhões).

Na América Latina, a alta foi de 22%, para 128,554 bilhões de euros (US$ 178 bilhões), sendo que o Brasil apresentou crescimento de 25%

(Com informações da Reuters, da Efe e do Valor Online)

Fonte: G1

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!