Salário das mulheres foi, em média, 22% inferior ao dos homens em 2019

Pesquisa do Dieese comprova a desigualdade de condições entre homens e mulheres na sociedade

No mês dedicado ao Dia Internacional da Mulher, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) está divulgando uma série de dados relevantes sobre a presença feminina no mercado de trabalho, coletados a partir das informações da Pnad Contínua de 2019.

Segundo o órgão, no ano passado, as mulheres brasileiras dedicaram 21 horas semanais ao trabalho doméstico (ao passo que eles dedicaram somente 10,5 horas), ganharam em média salário 22% inferior ao dos homens e tiveram taxa de desemprego 4 pontos superior ao sexo masculino.

Nos infográficos a seguir, é possível ver esses dados mais detalhados por região:

Fonte: BancáriosDF com edições do Seeb Jundiaí

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email