Salão de Imóveis com patrocínio Caixa foi alvo de fiscalização trabalhista em Jundiaí

Durante os dias 25, 26 e 27/05 foi realizado o 9° Salão de Imóveis de Jundiaí no estacionamento de um shopping center da cidade. O evento contou com o patrocínio exclusivo da Caixa Econômica Federal. 
por Sérgio Kaneko

 

O Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região esteve presente durante os três dias do evento verificando a possível presença de bancários trabalhando de maneira irregular, principalmente durante o sábado (26) e domingo (27).

Na tarde do sábado(26), os diretores do Sindicato Silvio Rodrigues e Sérgio Kaneko acompanharam a fiscalização da auditora fiscal do trabalho da GRTE Jundiaí ao evento.

“O Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região historicamente combate o trabalho bancário aos finais de semana, mesmo com as mudanças na CLT, o trabalho bancário limita-se de segunda à sexta-feira” observou Sérgio Kaneko, empregado Caixa e diretor do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região. Para ele, a presença do Sindicato durante os três dias do evento e principalmente acompanhando a fiscalização trabalhista é uma prova de que a categoria bancária, através das suas entidades representativas, resiste à retirada de direitos promovida pela reforma trabalhista aprovada pelo Congresso.

Silvio Rodrigues, funcionário do Banco do Brasil e diretor do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região ressalta que os bancos estão aproveitando da livre interpretação do negociado sobre o legislado para impor aos bancários possíveis jornadas irregulares de trabalho: “Chegou ao nosso conhecimento que alguns bancos estão fazendo com que seus funcionários trabalhem além do expediente, no período noturno, em ações realizadas em universidades e a marcação das horas extras efetuadas é realizada posteriormente pelo gestor e não pelo próprio funcionário. Em outros casos, o trabalho durante o final de semana é compensado com uma “emenda” de feriado. Estamos averiguando estas denúncias e tomaremos as medidas necessárias para que nenhum direito do trabalhador seja desrespeitado” concluiu Silvio Rodrigues.

O Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região ratifica a sua posição em defesa aos direitos dos trabalhadores e orienta para que todo tipo de assédio seja denunciado para averiguação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *