Regional 2 da Fetec realiza Conferência

A Regional 2 da Fetec, compostas pelos Sindicatos do Bancários de Jundiaí, Bragança Paulista, Limeira e Vale do Ribeira, realizou no último dia 19, Conferência Regional preparatória para a Campanha Nacional dos Bancários 2010.

A Conferência Regional contou com a participação de cerca de cem bancários pertencentes aos sindicatos vinculados à Regional 2 da Fetec.

Esteve presente também, Sebastião Geraldo Cardoso (Tião), ex-presidente da Fetec e atual Secretário Geral da CUT Estadual, além de Roberto Rodrigues, Secretário de Formação da Fetec e diretor do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região.

Tião apresentou a análise de conjuntura e destacou principalmente a diferença de postura dos governos anteriores (Collor, Itamar Franco e FHC) em detrimento às políticas sociais desenvolvidas nos oito anos de governo Lula.

A segunda mesa de discussão e encaminhamentos aprovou algumas emendas ao texto-base da FETEC-CUT/SP e indicações para a Conferência Estadual dos Bancários, que será realizada em 17 de julho próximo. Entre as indicações mais importante que foram tiradas, está a de que devemos priorizar o tema combate às metas abusivas/fim do assédio moral, colocando este debate no mesmo pé de igualdade com as discussões econômicas da campanha. Outra indicação para a Conferência Estadual foi a de apoiar publicamente a continuidade do projeto democrático popular do governo federal em curso e a implantação da mesma linha no governo estadual.

Todos os quatro sindicatos que realizaram a consulta aos bancários de base obtiveram os mesmos resultados:

1. Remuneração Direta - aumento real (índice acima da inflação) e PLR maior;
2. Remuneração indireta - auxilio-educação e cesta-alimentação maior;
3. Saúde e condições de trabalho e segurança - combate ao assédio moral e fim das metas abusivas;
4. Emprego - garantia no emprego (ratificação da convenção158 da OIT) e mais contratações;
5.Sistema financeiro - 85% dos bancários das 4 bases pesquisadas se colocaram contrários às privatizações.

“É visível nas nossa consultas que o assédio moral e fim das metas abusivas é uma realidade em nossa categoria, cujo assunto deve ser tratado com respeito pelos banqueiros em nossa Campanha Nacional. Além disso, não reduziremos esforços para que consigamos novamente ampliar a remuneração direta com aumento real de salários”. – comenta Paulo Eduardo Malerba, diretor da Fetec/SP e do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região.

 

 Fonte: Sindicato dos Bancários de Jundiaí Região

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email