Proposta do BB para a Cassi é mais cruel com quem ganha menos

Banco quer aumentar cobrança por dependente. Chapa vencedora defendeu cobrança.

1. O banco quer aumentar definitivamente a contribuição dos associados para 4% e manter a dele, banco, em 4,5%.

2. Propôs cobrança por dependente, da seguinte forma:
– Aposentados – R$ 360,57 por dependente, com 100% deste valor pago pelo associado.
– Ativos – R$ 360,57 por dependente, sendo que o associado paga 40% deste valor e o banco, 60%.

3. Implantar o voto de qualidade no Conselho Deliberativo, a favor do banco, para que ele possa fazer as alterações que quiser na Cassi, passando o trator nos associados.

4. Criar duas novas diretorias na Cassi e entregá-las ao “mercado”.

– Uma continha básica: um funcionário da ativa que ganha R$ 5.000 por mês e tem dois dependentes hoje paga R$ 150 à Cassi, ou 3% do salário. Se tiver dois dependentes (mulher e filho), pela proposta do banco pagaria R$ 488,46, ou 9,8% do salário. Um aumento de mais de 200%!
– Quanto mais alto o salário, menor o peso percentual do aumento.

– A Contraf-CUT rejeita esta proposta. A única saída para nós, funcionários ativos e aposentados, é resistir, protestar e exigir que o banco aumente seus pagamentos à Cassi, já que a saúde dos funcionários é responsabilidade dele, banco.

– Com a palavra, os samurais executivos aposentados da chapa vencedora das eleições, que defenderam abertamente a cobrança por dependente, falando a mesma língua do banco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *