Paralisação foi um sucesso em todo o estado de São Paulo!

Bancários da FETEC SP aderem à paralisação de 24 horas nesta terça-feira

 

Em resposta à proposta rebaixada da Fenaban, bancários da base da FETEC/CUT-SP cruzaram os braços nesta terça-feira (30/09), seguindo orientação do Comando Nacional.

 

Em Jundiaí, foi paralisado todo o centro bancário, e algumas agências da periferia.No Bradesco Jundiaí-Centro, a repressão como sempre foi grande, mas a agencia permeneceu fechada até às 15:00 hs só abrindo após a chegada do famigerado “Interdito Proibitório”.

 

Em São Paulo, a paralisação de 24 horas atingiu 220 locais de trabalho, com envolvimento de cerca de 10 mil trabalhadores. Em assembléia realizada na base, nesta segunda-feira (29/09), os bancários já aprovaram indicativo de greve por tempo indeterminado a partir de 08/10, caso os banqueiros não apresentem uma nova proposta que seja capaz de atender aos anseios da categoria.

No Grande ABC Paulista, o protesto contou com adesão de 65% da categoria na região, formada por sete mil trabalhadores. Nos principais corredores bancários de seis cidades (Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá e Ribeirão Pires) a adesão registrada foi ainda maior: de 90% - em algumas agências do Bradesco, por conta da forte pressão patronal, houve expediente. Por outro lado, a paralisação foi de 95% nas agências da Caixa Federal.

 

Em Araraquara, a paralisação de 24 horas atingiu agências do HSBC, Nossa Caixa, Caixa Federal, BB e Unibanco. Os demais bancos permaneceram fechados até às 13h.

 

Na cidade de Assis, a maioria das agências permaneceram fechadas, com exceção as do Bradesco que, por conta da pressão, abriu após às 12h30. Nas demais cidades da base, houve registro de paralisação em unida des da Caixa Federal e Nossa Caixa.

 

Na cidade de Barretos, esteve fechada a maioria das agências com exceção ABN, Nossa Caixa e Caixa Federal, onde houve retardo na abertura de uma hora. Em Bragança Paulista, a paralisação de 24 h atingiu na cidade a maioria das agências com exceção Bradesco, Itaú e Nossa Caixa, que retomaram atendimento após as 12h

 

No centro de Bauru, permaneceram fechadas agências da Caixa Federal, BB, Santander, Real, HSBC, Mercantil do Brasil, Itaú, Safra e Nossa Caixa, além do prédio da Caixa Federal da Av. Nações Unidas.

 

Nas cidades de Catanduva, Guarulhos, Mogi das Cruzes e Suzano todas as agências estiveram fechadas durante todo o dia.

 

Em Limeira, amanheceram fechados todos os estabelecimentos bancários do centro, mas ao longo do dia duas agências do Bradesco foram abertas por força policial.

 

Em Presidente Prudente, apenas as agências do Bradesco e Unibanco funcionaram nesta terça-feira, também em decorrência de intervenção das polícias locais.

 

Na cidade de Taubaté, a paralisação de 24 horas contou com adesão de 80% da categoria. Na base, a adesão foi de 70%. As exceções também ficam por conta do Bradesco.

 

O atendimento bancário será retomado normalmente nesta quarta-feira, quando o Comando Nacional estará reunido, a partir das 14h, em São Paulo, para avaliar o movimento e decidir os próximos encaminhamentos.

 

Fonte: FETEC/CUT-SP

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email