ATUALIZE O SEU CADASTRO

Manifestações no BB em todo o estado

Bancários do BB realizam manifestações por todo Estado

Os funcionários do Banco do Brasil realizaram manifestações, nesta quarta-feira (25), por todo o Estado de São Paulo. As atividades serviram de resposta à direção do banco que se recusa a negociar com os representantes dos trabalhadores as reivindicações da campanha “Acorda BB - Banco para o Brasil”.

Em Guarulhos e Ferraz de Vasconcelos os funcionários do BB agência empresarial atrasaram a abertura do banco para as 11 horas. Os diretores do Sindicato percorreram as demais agências do BB para conversar com os bancários sobre a campanha. “Este é apenas um recado para a direção do banco”, informa João Cardoso, diretor do Sindicato e funcionário do BB. “Se não houver seriedade nas negociações, ai sim o banco vai ter a resposta que merece”, afirma.

Em Barretos, os diretores do Sindicato utilizaram-se de com carro de som, faixas e distribuição de carta aberta à população, para denunciar o descaso da direção do BB para com as reivindicações do funcionalismo. Foi realizado também uma reunião com todos os funcionários, retardando a abertura da agência local. “Os bancários não podem permitir que estas pendências sejam mais uma vez jogadas para a campanha nacional”, destacou Marco Antonio Pereira, presidente do Seeb Barretos.

Em Taubaté, diretores do Sindicato e funcionários do BB declararam está quarta-feira (25) como Dia de Luto. Com tarja preta e carta aberta aos clientes e funcionários, as agências tiveram a abertura retardada.

Em Jundiaí, os diretores do Sindicato realizaram reuniões com os funcionários das agências Centro e Parque da Uva. Também foi lido uma carta aberta aos clientes, que ao presenciarem filas monstruosas, se solidarizaram a luta dos bancários.

Os funcionários de São Paulo participaram da atividade nacional orientada pela Contraf-CUT e realizaram mais um ato no Complexo São João para pressionar o banco a rever seu projeto de reestruturação.

Os sindicatos de Assis, ABC, Catanduva, Bragança, Mogi das Cruzes, Presidente Prudente, Limeira e Vale do Ribeira realizaram atividades semelhantes para marcar o dia de protesto nas agências do BB, com retardo de abertura em 1h, reuniões com funcionários e distribuição de carta aberta aos clientes.

Reivindicações - volta do pagamento das substituições, convocação dos aprovados no concurso de 2006, mais contratações, fim do projeto de extinção dos caixas-executivos, fim do assédio moral e das metas abusivas, pagamento de horas extras e do vale transporte, entre outras.

Compartilhe!