ATUALIZE O SEU CADASTRO

Lucro do BB

BB lucra R$ 4 bi e lidera ranking na concessão de créditos para o consumo

O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 3,998 bilhões no primeiro semestre deste ano, com expansão de 61,1% em relação ao primeiro semestre do ano passado, conforme revelou nesta quinta-feira (14) o vice-presidente de Finanças, Mercado de Capitais e Relações com Investidores, Aldo Luiz Mendes.

De acordo com números divulga dos, a carteira de crédito encerrou o semestre com R$ 190,1 bilhões, com crescimento de 35,6% na comparação semestral. Com esse resultado, o BB respondeu por 16,9% do crédito oferecido no Sistema Financeiro Nacional (SFN) e manteve sua liderança na concessão de créditos no país.

As operações de crédito para pessoas físicas cresceram 45,1% em 12 meses, totalizando R$ 40,5 bilhões, dos quais R$ 14 bilhões se referem a crédito consignado em folha de pagamento. O destaque para esses financiamentos foi a aquisição de veículos, no total de R$ 4,7 bilhões.

O crédito para pessoas jurídicas totalizou R$ 78,2 bilhões no primeiro semestre, com evolução de 38,9% na comparação com o primeiro semestre de 2007. Já o saldo da carteira rural cresceu 26,3% no semestre e chegou a R$ 61,6 bilhões, o equivalente a 32,4% da carteira de crédito do BB.

Para o diretor de Bancos Federais da FETEC/CUT-SP, Marcel Barros, o lucro do BB está fortemente alavancado pelo crescimento nos cartões de crédito e no CDC Veículos. Além disso, os números refletem o resultado direto do trabalho dos funcionários e a operação de crédito para o consumo.

Contudo, tão importante quanto financiar o consumo é financiar a produção, que não cresce na mesma proporção. Em especial, a produção de alimentos que sempre foi a vocação do BB”, avalia Marcel Barros ao concluir “o BB ainda está devendo à sociedade e seus funcionários o cumprimento do seu papel enquanto banco público e maior instituição f inanceira do país”, finaliza.

Jornalistas: Lucimar Cruz Beraldo e Michele Amorim

Compartilhe!