Justiça do PR determina que bancos limitem clientes para evitar gripe

A Justiça do Trabalho de Curitiba determinou que agências bancárias da capital e da Região Metropolitana adotem uma série de medidas para prevenir a contaminação de clientes e funcionários pelo vírus da nova gripe. A decisão é válida até o dia 17 de agosto.

De acordo com decisão, da Ana Maria das Graças Veloso, titular da 7ª Vara do Trabalho de Curitiba, as agências devem monitorar o fluxo de pessoas para evitar aglomerações. Para as agências que têm até quatro caixas de atendimento por bancários, podem permanecer no local no máximo dez clientes de cada vez.

Os bancos também devem fornecer atendimento médico às funcionárias gestantes e aos empregados que apresentem sintomas de gripe, além de permitir o afastamento do trabalho quando indicado pelo médico.


Ainda de acordo com a decisão, os bancos devem colocar à disposição álcool com concentração de 70% para os empregados, trabalhadores terceirizados e clientes. A Justiça também determinou a distribuição de lenços descartáveis e de máscaras para bancários e funcionários terceirizados.

Fonte: www.globo.com

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!