ATUALIZE O SEU CADASTRO

Itaú Unibanco fecha 3º tri com lucro líquido 11% menor

O Itaú Unibanco fechou o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 2,268 bilhões, ante lucro líquido proforma de R$ 2,551 bilhões no mesmo período do ano passado - uma queda de 11%.

Considerado o lucro recorrente, o ganho apurado pela instituição entre julho e setembro foi de R$ 2,687 bilhões, ante R$ 2,677 bilhões em igual intervalo do ano passado. A previsão média de oito analistas consultados pela Reuters era de lucro recorrente de R$ 2,493 bilhões.

O banco tinha no final de setembro uma carteira de crédito de R$ 268,693 bilhões, mostrando uma expansão de 5,5% em relação ao número proforma de R$ 254,766 bilhões do final do terceiro trimestre de 2008. O desempenho foi prejudicado pelo efeito da valorização do real frente a moedas estrangeiras nas operações internacionais e nos financiamentos para grandes empresas, informou o banco.

O índice de inadimplência da carteira, medida pelo total de operações vencidas em prazo superior a 90 dias, era de 5,9% no final de setembro, ante 5,4 por cento de junho e de 3,8% de setembro do ano passado.

Mas houve queda no nível de operações vencidas há mais de 60 dias, o que pode indicar que o pior momento foi ultrapassado, segundo o banco. Por outro lado, os reflexos da crise financeira internacional continuaram a afetar a qualidade da carteira de empréstimos para empresas, explica o relatório.

“A análise dos níveis de inadimplência da carteira de crédito revela cenários distintos para as carteiras de clientes pessoa física e pessoa jurídica”, diz trecho do documento. Enxergando sinais pontuais de melhora, o banco reduziu em 7,1% as provisões para perdas esperadas com calotes em relação ao final de junho, para R$ 4,669 bilhões.

A receita total com tarifas no período foi de R$ 3,85 bilhões, 0,73% maior do que a apurada entre julho e setembro do ano passado.

A instituição, formada a partir da fusão entre Itaú e Unibanco há exatos 12 meses, fechou o terceiro trimestre deste ano com rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio anualizado (ROE) de 18,9% ante 23,3% um ano antes. Em bases recorrentes, o ROE foi de 22,4%.

Os ativos totais do banco em 30 de setembro eram de R$ 612,399 bilhões, ante R$ 577,974 bilhões doze meses antes. Em 2009, o número total de funcionários do grupo encolheu em 6.062, para 102.754 colaboradores.

Fonte: site Terra

Compartilhe!