Pesquisar
Close this search box.
Siga nossas Redes

Itaú Unibanco dispensa bancárias gestantes em prevenção à gripe H1N1

O Itaú Unibanco dispensou, na manhã desta sexta-feira (14), as funcionárias grávidas como medida de prevenção contra a Gripe Influenza A H1N1, mais conhecida como Gripe Suína.

A dispensa atinge todos os locais de trabalho e está prevista para estender-se, inicialmente, até 24 de agosto, sem qualquer prejuízo a salários e benefícios. Conforme circular expedida pelo banco aos seus gestores, a medida visa contribuir para conter o avanço da pandemia com relação às gestantes, bem como protegê-las frente à maior suscetibilidade aos ataques gripais, independentemente, de haver caso confirmado ou não de Influenza A nos diversos setores da holding.

Segundo a circular, as colaboradoras grávidas devem agendar consulta com o médico responsável pelo pré-natal e solicitar relatório com recomendações quanto ao retorno ou afastamento temporário do trabalho. A orientação médica, por escrito, deverá ser imediatamente encaminhada pela funcionária ao gestor imediato.

O Itaú Unibanco é a primeira instituição financeira a adotar a medida, seguindo orientações da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgadas em comunicado nesta quinta-feira, dia 13.

A decisão da holding atende nota expedida pelo Contraf-CUT e Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região à imprensa, também nesta quinta-feira, alertando sobre a insuficiência das recomendações divulgadas pela Febraban. Conforme a nota do Seeb/SP, as bancárias gestantes devem ser afastadas imediatamente, sobretudo, aquelas que estão na linha de frente de atendimento aos clientes.

No documento, o sindicato ressalta que o afastamento médico não pode ser deduzido do período de licença-maternidade nem causar prejuízos salariais e de direitos e que tais reivindicações serão levadas à primeira rodada de negociação da Campanha Nacional dos Bancários 2009, na próxima terça-feira, 18 de agosto.


Grupos de risco – Além das mulheres grávidas, estão no grupo de risco da Gripe Influenza A H1N1 crianças menores de 2 anos e idosos com mais de 60 anos; pessoas com doenças que debilitam o sistema imunológico (defesas do organismo), como câncer e Aids, ou que tomam regularmente medicamentos que debilitam o sistema imunológico; pessoas com doenças crônicas preexistentes, como problemas cardíacos (como arritmias), pulmonares (exemplos: bronquite e asma), renais (pessoas que fazem hemodiálise, por exemplo) e sanguíneos (como anemia e hemofilia), além de portadores de diabetes, hipertensão e obesidade mórbida.

Para essas pessoas, os cuidados devem ser redobrados. Para o conjunto da população, devem ser observadas as condições de higiene, de adoção de práticas e de alimentação saudáveis, preferência por ambientes arejados, nunca se automedicar e, no caso de sintomas da gripe, procurar atendimento médico.


Fonte: Lucimar Cruz Beraldo - FETEC/CUT/SP

Compartilhe!

Seu Banco

Seu Sindicato