HSBC adere e todos os grandes bancos já têm licença-maternidade de 180 dias

Após mobilização da Contraf-CUT e das entidades sindicais, o HSBC divulgou nesta quarta-feira, 17, sua adesão ao Programa Empresa Cidadã, garantindo às suas funcionárias a ampliação da licença-maternidade para 180 dias. O banco inglês foi a última grande instituição financeira em atividade no país a aderir ao programa.

O HSBC informou que as bancárias que retornaram ao trabalho a partir de 1º de janeiro de 2010, após ter completado 120 dias da licença-maternidade, poderão usufruir os 60 dias de prorrogação mesmo que já estejam trabalhando.

“A ampliação da licença-maternidade é uma conquista importante das bancárias do HSBC e que beneficiará principalmente as crianças, que receberão cuidados mais adequados nesse momento crucial”, avalia Sérgio Siqueira, diretor da Contraf-CUT e funcionário do HSBC. “A adesão do banco é um passo importante para a consolidação desse direito”, conclui.

A ampliação é conquista da campanha nacional da categoria do ano passado que foi marcada pela forte mobilização dos trabalhadores, intensas negociações e pela greve de 15 dias nas instituições financeiras privadas, no Banco do Brasil e na Nossa Caixa, além dos 28 dias na Caixa Econômica Federal.

“O anúncio do HSBC representa a consolidação dessa conquista tão importante para as trabalhadoras, que é fruto de uma intensa luta durante a Campanha Nacional dos Bancários em 2009″, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT. “Vamos manter essa garra e buscar novas vitórias para a categoria”.

 

Fonte: Contraf /CUT

Comente esta matéria no blog: bancariosjundiai.blogspot.com

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email