Hoje (12/07) haverá a segunda rodada de negociação com a Fenaban

Hoje (12/07) será realizada a segunda rodada de negociação da Campanha Nacional Unificada 2018. Na primeira rodada, em 28 de junho, os bancos não assinaram o pré-acordo garantindo a ultratividade da CCT e não apresentaram nenhuma proposta de calendário para as negociações da Campanha 2018.

O fim da ultratividade é apenas um dos vários direitos anulados pela reforma trabalhista concebida pelo governo de Michel Temer (Lei 13.467/17), sob encomenda do setor patronal – principalmente o setor financeiro e aprovada por um Congresso Nacional dominado por empresários.

“A principal luta este ano é pela manutenção das cláusulas existentes na nossa Convenção Coletiva que são direitos históricos da nossa categoria. A reforma trabalhista acabou com a ultratividade, desobrigando os patrões a manter a Convenção Coletiva anterior enquanto se negocia. Por isso, nossos direitos estão ameaçados após 31 de agosto.” – explica Douglas Yamagata, presidente do Sindicato.

A pauta de reivindicações foi entregue no dia13 de junho. Além das manutenção das cláusulas existentes na Convenção Coletiva de Trabalho, a categoria reivindica 5% aumento real sobre os salários e demais verbas e uma PLR maior que a de 2017.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Jundiaí com informações do Seeb/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *