ATUALIZE O SEU CADASTRO

Falta de segurança leva PF a aplicar multa de R$ 6,6 milhões aos bancos

R$ 6, 625 milhões. Esse foi o montante da multa que a Polícia Federal aplicou aos bancos pelo descumprimento da legislação de segurança, como trabalhar com plano de segurança vencido, ter número insuficiente de vigilantes e utilizar bancários para o transporte irregular de valores. As multas foram aplicadas durante a 84ª reunião da Comissão Consultiva para Assuntos de Segurança Privada (CCASP), realizada nesta terça-feira, dia 15 de dezembro, em Brasília. 

O ranking teve como vencedor o HSBC, com R$ 2, 010 milhões em multas, seguido pelo Santander (R$ 1, 338 milhão), Itaú Unibanco (R$ 1, 120 milhão) e Caixa Econômica Federal (R$ 782 mil). As instituições Nossa Caixa e o Itaú Unibanco tiveram ainda seis agências interditadas por falta de plano de segurança. 

A reunião desta semana da CCASP foi a última do ano de 2009, tendo sido julgados 368 processos envolvendo bancos, com a consequente aplicação de multas. 

CCASP: histórico 
A Comissão Consultiva para Assuntos de Segurança Privada é um fórum tripartite e reúne representantes do governo federal, dos trabalhadores e de entidades patronais como bancos e empresas de vigilância e transporte de valores. As reuniões da CCASP acontecem, em geral, a cada dois meses, ocasião em que são julgados os processos abertos pela fiscalização das delegacias estaduais de segurança privada da Polícia Federal (Delesp). 

Nessas reuniões, como representante dos bancários, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ram o Financeiro (Contraf/CUT) atua em conjunto com o Coletivo Nacional de Segurança Bancária, integrado por dirigentes das federações de bancários, e em parceria com a Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes (CNTV).

Fonte: Fenae Net

Compartilhe!