Pesquisar
Close this search box.
Siga nossas Redes

Escravidão moderna: ”É crucial realizar concursos públicos para contratação de novos auditores fiscais do trabalho”, diz Paulo Malerba

A escravidão moderna é uma prática criminosa que ainda afeta milhares de brasileiros. Esses trabalhadores são submetidos a condições desumanas e limitações à liberdade em função de dívidas. Essa exploração ocorre em vários setores da economia, como a pesca, a agricultura, a construção civil e o trabalho doméstico. Recentemente, houve casos de escravidão moderna no Rio Grande do Sul, Goiás e São Paulo, onde trabalhadores foram encontrados em condições indignas.

Para combater essa prática, é essencial fiscalizar as atividades econômicas que envolvem mão-de-obra vulnerável e denunciar casos suspeitos às autoridades competentes.

Os auditores fiscais do trabalho são responsáveis por realizar as operações de libertação dos trabalhadores escravizados e aplicar multas aos empregadores infratores. No entanto, há uma falta de mais de 1,5 mil auditores que fiscalizam o trabalho no Brasil, o que dificulta a atuação eficiente dos fiscais.

É crucial realizar concursos públicos para a contratação de novos auditores fiscais do trabalho e garantir a justiça na punição dos responsáveis.

Além disso, é importante promover políticas públicas que ajudem na recuperação dos trabalhadores libertos da escravidão moderna, como a educação, a saúde, a assistência social e a geração de emprego e renda.

É necessário garantir que essas pessoas tenham as condições adequadas para reconstruir suas vidas e evitar que caiam novamente nas garras da escravidão moderna.

É preciso um esforço conjunto da sociedade, do Estado e das empresas para erradicar a escravidão moderna no Brasil. Somente com ações efetivas e políticas públicas consistentes poderemos garantir os direitos humanos e a dignidade desses trabalhadores.

Paulo Malerba – Cientista Político

Presidente do Seeb Jundiaí

foto capa:  CC0 Domínio público

__________________________________________________________

“Quem não acordava tomava choque”, diz resgatado de vinícola no RS

Autoridades resgataram 208 trabalhadores em condições análogas à escravidão em vinícola de Bento Gonçalves (RS)

https://www.metropoles.com/brasil/quem-nao-acordava-tomava-choque-diz-resgatado-de-vinicola-no-rs

Compartilhe!

Seu Banco

Seu Sindicato