Eleição para renovar parte da direção da Cassi começa no dia 1º de abril

Começa no dia 1º de abril, e vai até o dia 9, a eleição que renovará parte da direção da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi). Estão em disputa a diretoria de Saúde e Rede de Atendimento, quatro membros do Conselho Deliberativo (dois titulares e dois suplentes) e dois integrantes do Conselho Fiscal (um titular e um suplente). 

Duas chapas concorrem ao pleito, do qual estão aptos a votar os 179.338 participantes titulares da ativa e aposentados. São elas:

Chapa 1 - Unidos pela Cassi 

Diretoria de Saúde - Maria das Graças C. Machado.

Conselho Deliberativo - Fernanda Carisio, Loreni de Senger (titulares), Ubaldo Evangelista Neto e Íris Carvalho Silva (suplentes).

Conselho Fiscal - Rodrigo Nunes Gurgel (titular) e Viviane Cristina Assôfra (suplente).

Chapa 3 - Por uma Nova Cassi

Diretor de Saúde - Humberto Almeida.

Conselho Deliberativo - Maria Goretti F. Barone Falqueto, Maria Valéria Coelho da Paz (titulares), Gilberto Monteiro e Paula Goto (suplentes).

Conselho Fiscal - Ronaldo de Moraes (titular) e Marcelo Valente Antunes (suplente).

Contraf-CUT apóia a Chapa 1

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) apóia a Chapa 1-Unidos pela Cassi, composta por uma ampla aliança que reúne o movimento sindical cutista e outras entidades do funcionalismo do BB, como AAFBB (associação dos aposentados) e a Anabb. 

“A Contraf-CUT sempre defendeu o princípio da busca da unidade dos trabalhadores para lutar por seus direitos e conquistas. É assim que temos agido nas campanhas salariais e em todas as lutas da categoria. Foi com a unidade na luta que o funcionalismo do Banco do Brasil conquistou o Plano Odontológico e outros benefícios na Cassi”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.

“E é isso que a Chapa 1 representa na Cassi: a união das mais importantes entidades do funcionalismo do Banco do Brasil, o que fortalecerá a representação dos trabalhadores na gestão da entidade visando o melhor atendimento à saúde de todos”, acrescenta Cordeiro. “Além disso, a Chapa 1 é composta por representantes das nossas entidades sindicais, inclusive pela companheira Fernando Carisio, ex-presidente do Sindicato do Rio de Janeiro e da antiga Confederação Nacional dos Bancários.”

A Cassi atende hoje a saúde de mais de 800 mil pessoas em seus dois planos, o Plano de Associados e o Cassi Família (voltado para familiares dos funcionários do BB até o terceiro grau). 

Nas campanhas salariais nacionais dos últimos anos, as greves dos bancários do Banco do Brasil arrancaram três importantes conquistas que dizem respeito à Cassi. Em 2007, conseguiram do banco que fizesse um aporte de R$ 300 milhões, relativos a compromissos que não vinham sendo cumpridos, e forçaram a o BB a elevar de 3% para 4,5% a sua parte da contribuição mensal referente aos funcionários contratados a partir de 1998. 

E na greve de 2008 o BB assumiu o compromisso, registrado em cláusula do acordo coletivo, de implantar e custear integralmente o Plano Odontológico, antiga reivindicação dos bancários.


Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!