Diretor diz que Brasil tem entrada praticamente certa na Opep

O diretor-geral para a Arábia Saudita da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Majid Moneef, sinalizou hoje (8) que a entrada do Brasil na entidade é praticamente certa ao afirmar que a decisão depende exclusivamente do próprio país.

Ele esteve na Conferência da Associação Internacional de Economia da Energia, a IAEE's Rio 2010, onde disse que o Brasil ainda não tem um grande potencial de produção de óleo e gás, “mas terá em alguns anos e será bem vindo”, ao fazer referência às descobertas das reservas na camada do pré-sal.

Para ele, as reservas dos campos gigantes do pré-sal devem levar o país a figurar entre os mais importantes agentes mundiais do setor em um futuro próximo.

O executivo citou projeções da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) que indicam que o Brasil poderá chegar a 2020 exportando cerca de 2 milhões de barris diários de petróleo.

Pelas estimativas, a produção interna deve passar dos 2,2 milhões de barris por dia, em 2010, para 5,1 milhões de barris, de média diária, em 2019.

A IAEE's Rio 2010 tem como objetivo discutir o setor energético mundial e as principais propostas para a produção da energia necessária ao crescimento da economia mundial nos próximos anos.

O evento termina amanhã (9), quando haverá uma apresentação do diretor-geral da Agência de Planejamento Energético dos Estados Unidos, Richard Newell, de relatório que inclui o Brasil no cenário geopolítico energético mundial.

A apresentação abordará também as projeções de produção e consumo mundiais de energia até 2035.

Fonte: Brasil Econômico

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!