Direção da Caixa não se posiciona sobre o caos da Verocard

Banco não retorna cobranças do movimento sindical e Apcef/SP para o cancelamento do contrato com a empresa por conta das inúmeras falhas nos serviços de vales alimentação e refeição, que restrigem um direito dos empregados. Por outro lado, Geber está realizando um trabalho que deveria ser da empresa

Enquanto milhares de empregados da Caixa estão há mais de três meses com um direito restringido, sendo constrangidos quando buscam um restaurante, supermercado ou pedem uma refeição por meio de aplicativo, a direção do banco dá de ombros para todo este caos provocado pela Verocard, empresa que oferece um serviço de vales alimentação e refeição totalmente inadequado e insuficiente. 

Ao mesmo tempo em que executa um serviço, através da Geber (Gestão de Benefícios), que deveria ser da própria Verocard – respondendo aos bancários que acionam as ouvidorias, por exemplo, qual o restaurante é mais perto da agência ou a razão pela qual determinado estabelecimento não está cadastrado – a direção da Caixa não retorna as cobranças do Sindicato e Apcef/SP para que o contrato com a empresa seja cancelado, uma prerrogativa prevista em caso de serviço insatisfatório.    

Fonte: SPBancários com edições SeebJundiaí

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email