Pesquisar
Close this search box.
Siga nossas Redes

Contraf-CUT volta a discutir com Bradesco programa de combate ao assédio moral

A Contraf-CUT retoma com o Bradesco nesta quarta-feira, 4 de agosto, as discussões sobre a construção de um programa de combate ao assédio moral. O encontro acontece às 10h, na sede do banco, em Osasco.

Na última reunião, realizada em 8 de julho, os bancários contaram com a participação de Plínio Pavão, secretário de Saúde da Contraf-CUT, e da doutora em medicina preventiva pela USP e especialista em psicologia do trabalho pela UFPR, Lis Andréa Soboll, que fez exposição sobre o tema. Na ocasião, a direção da empresa se comprometeu em trazer seus especialistas para prosseguir com o debate.

“Os trabalhadores fizeram sua parte, agora é a vez do Bradesco apresentar uma proposta que não só coloque fim na questão do assédio, mas também que busque métodos de prevenção”, afirma Elaine Cutis, diretora da Contraf-CUT e coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco.

Na negociação do próximo dia 4, também será discutida a polêmica em torno da divulgação ou não do nome dos funcionários acusados de prática de assédio. “Avançar neste item será bom para ambos os lados. Consideramos que a ocultação dos nomes pode colaborar para a continuidade da prática de assédio moral, uma vez que o assediador poderia sentir-se 'protegido' pela empresa”, afirma Elaine.

“Esperamos que seja possível construir um plano que de fato combata a prática do assédio, uma vez que o tema tem sido constantemente pautado pelos trabalhadores e também debatido na Mesa Temática de Saúde do Trabalhador com a Fenaban”, conclui a dirigente.

Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe!

Seu Banco

Seu Sindicato