Comando Nacional inicia nesta quinta a negociação específica com o BB

O Comando Nacional dos Bancários inicia nesta quinta-feira 2 de setembro as negociações das reivindicações específicas do funcionalismo do Banco do Brasil na Campanha Nacional dos Bancários 2010. Além do calendário de negociações, estão também na pauta as questões relacionadas a saúde do trabalhador e segurança bancária.

Temas como exame periódico de saúde, a regulamentação de procedimentos do Sesmt e o impacto das cobranças por metas abusivas na saúde do trabalhador serão debatidos já na primeira reunião. 

No que diz respeito à segurança bancária, o principal ponto de debate será o projeto-piloto do Banco do Brasil, que pretende retirar as portas giratórias das agências. “Não bastasse a ousadia dos assaltantes, agora o Banco do Brasil resolve jogar do lado dos bandidos, abrindo as portas para que eles entrem livremente nas agências, colocando em risco os clientes e funcionários. É muita falta de senso de realidade”, critica Marcel Barros, secretário-geral da Contraf-CUT.

Os temas referentes à saúde do trabalhador que são comuns a toda a categoria bancária, como o assédio moral e as metas abusivas, serão negociadas pelo Comando Nacional na mesa da Fenaban, na quarta-feira 1º e quinta 2 de setembro. 

“As negociações são um processo que precisa de credibilidade e boa-fé das duas partes para chegar a um resultado positivo”, adverte Eduardo Araújo, coordenador nacional da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB. Ele também convoca os bancários a acompanharem a evolução das negociações por intermédio dos boletins sindicais, tomando o cuidado com os boatos e com o conteúdo da comunicação corporativa do banco. 


Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe!