Comando da Nossa Caixa negocia com BB nesta quinta-feira 3

Os representantes dos funcionários da Nossa Caixa e da direção do Banco do Brasil retomam o processo de negociação em torno da migração dos trabalhadores do banco paulista nesta quinta-feira 3.

Segundo Raquel Kacelnikas,uma das representantes dos trabalhadores, diversos funcionários da Nossa Caixa estão com dúvidas em relação ao simulador disponibilizado pelo BB para saber como ficará a sua situação na nova empresa. “Queremos discutir nas negociações todos os casos apontados pelos trabalhadores. As pessoas estão dando um passo importante em suas vidas profissionais e têm de estar seguras em relação ao futuro”, afirma a dirigente.

Dentre as questões levantadas pelos bancários está a situação dos coordenadores de tesouraria, dos caixas eventuais, da estrutura administrativa e se realmente procede a intenção da direção do BB de transformar em correspondente bancário as agências instaladas em Poupatempo. “Os cargos das pessoas têm de estar bem definidos para dar tranqüilidade a todos. A possibilidade de mudança no Poupatempo, com a qual não concordamos por entendermos que realizam uma função social importante, deixa uma incerteza enorme nos bancários desses locais”, afirma a dirigente, alertando os trabalhadores a enviarem suas dúvidas sobre qualquer assunto relacionado ao processo de fusão aos dirigentes dos sindicatos. “Vamos levar todas as situações específicas para serem discutidas com o banco. Assim, permanece a orientação de não fazer a migração, até porque está assegurada que ela será retroativa ao dia 2 de dezembro”, acrescenta Raquel.

Na negociação desta quinta também será reivindicada a elaboração de calendário para iniciar as discussões de saúde e previdência complementar.

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email