Casos de Covid aumentam nas agências da Caixa

Metas abusivas: “Por esta razão, os empregados de agências com casos confirmados não estão se mantendo afastados por 14 dias, estão sendo transferidos para outras unidades, o que está contribuindo para disseminar a doença”, afirma dirigente sindical

São Paulo – Bancários das agências da Caixa denunciaram que os casos de Covid-19 estão aumentando  nas agências do banco. Conforme apuração feita pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e Apcef-SP, a constatação só foi possível por conta da disponibilização da testagem sorológica de Covid-19 para todos os trabalhadores.  

“A testagem sorológica é uma reivindicação e conquista das entidades representativas dos trabalhadores que só foi atendida pela Caixa após muito tempo de cobrança da Apcef/SP e do Sindicato dos Bancários de São Paulo”, lembra Leonardo Quadros, diretor da Apcef/SP. 

Segundo o sindicato, o procedimento – opcional – estará disponível entre os dias 5 e 30 de outubro, e é feito a partir das sorologias IgM (indica exposição ao vírus e fase ativa da doença) e IgG (indica que a pessoa já teve contato com o vírus e, para algumas situações, desenvolveu anticorpos de proteção no organismo). 

“Por isso, é fundamental realizar a testagem sorológica, que demorou muito tempo para começar a ser feita nos empregados, o que ajudou a disseminar o vírus nas agências”, pontuou Dionísio Reis, diretor executivo do Sindicato dos Bancários de São Paulo.  Segundo ele, muitos empregados que realizara o teste descobriram que são portadores do coronavírus, mas que estavam assintomáticos e tiveram a doença sem perceber.

Metas abusivas

Dionísio Reis ressalta ainda que mesmo na pandemia, a Caixa tem exigido que os bancários entreguem 120% das metas, simultaneamente ao atendimento de pessoas que buscam informações sobre auxílio emergencial e sobre os saques do FGTS.  

“Por esta razão, os empregados de agências com casos confirmados não estão se mantendo afastados por 14 dias, estão sendo transferidos para outras unidades, o que está contribuindo para disseminar a doença, já que muitos carregam o vírus mesmo estando assintomáticos, como os testes de sorologia atestaram”, enfatiza.

O Sindicato dos Bancários de São Paulo tem monitorado os locais de trabalho bem como alertado os bancários. Para tanto, a entidade disponibilizou um canal de comunicação para que o bancário, caso esteja com problema no local de trabalho, denuncie.

fonte Seeb Sp

Na região, casos também aumentaram

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email