Caixa acumula lucro de R$ 2,4 bi até setembro e quase bate projeção anual

O lucro líquido da Caixa Econômica Federal atingiu R$ 748,7 milhões no trimestre de julho a setembro deste ano, equivalente a um recuo de 14,63% em relação aos R$ 877 milhões registrados em igual período do ano passado. 

A Caixa já acumula R$ 2,4 bilhões em lucro líquido de janeiro a setembro deste ano. O número representa um aumento de 18,7% na comparação como mesmo período de 2009. No terceiro trimestre de 2010, o lucro da empresa foi de R$ 748,7 milhões. O resultado foi divulgado pelo banco nesta terça-feira,16.

“O resultado até o terceiro trimestre praticamente já alcançou a conservadora previsão feita pela Caixa para o lucro anual, de R$ 2,55 bilhões, sobre a qual o banco calculou o valor da antecipação da PLR”, afirma Plínio Pavão, secretário de Saúde da Contraf-CUT e empregado do banco.

Crescimento das operações de crédito

O balanço do banco destacou a continuidade do ritmo de crescimento das operações de crédito, que atingiram R$ 51,8 bilhões no terceiro trimestre, evolução comparativa de 9,1%. No ano, as operações de crédito somam R$ 162,8 bilhões até setembro e o aumento, em 12 meses, é de 45,4%.

A Caixa bateu mais um recorde na área de habitação, com financiamentos de R$ 54 bilhões para compra de moradias. Contratou, em nove meses, mais do que os R$ 49 bilhões liberados em todo o ano de 2009.

De acordo com o balanço do terceiro trimestre, a Caixa apresentou patrimônio líquido consolidado de R$ 16,3 bilhões no fim de setembro, expansão de 32,4% em relação ao mesmo mês do ano passado. Além disso, o índice de Basileia (mínimo emprestado com recursos próprios) foi de 17,04% no trimestre. Bem acima do exigível, que é de 11%.

O balanço mostra ainda que houve forte captação de poupança no terceiro trimestre, quando a Caixa registrou saldo de R$ 5 bilhões; mais que os R$ 4,2 bilhões contabilizados nos dois trimestres anteriores. Com R$ 9,2 bilhões de captação líquida (depósitos menos retiradas), a instituição mantém a liderança nesse segmento de mercado com 34,25% de participação.

Ao final do terceiro trimestre, a Caixa contava, também, com R$ 400,2 bilhões em ativos consolidados. Os demais ativos administrados pela instituição totalizavam R$ 426,6 bilhões, com destaque para R$ 251,9 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 123,9 bilhões em fundos de investimento.

No trimestre, os valores dos repasses com tributos e encargos sociais da União a estados, Distrito Federal e municípios somaram R$ 894,2 milhões, aí incluídos os juros sobre capital próprio. O total desses repasses alcançou R$ 2,6 bilhões de janeiro a setembro.


Fonte: Contraf-CUT, com Agência Brasil

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!