ATUALIZE O SEU CADASTRO

Bradesco adere ao Programa Empresa Cidadã e amplia licença-maternidade

O Bradesco comunicou à Contraf-CUT nesta quarta-feira, 3, que irá aderir ao Programa Empresa Cidadã e garantir às suas funcionárias a ampliação da licença-maternidade para 180 dias. A decisão do banco foi informada em resposta ao ofício enviado pela Confederação à Fenaban e aos bancos privados, solicitando sua adesão imediata ao programa, a exemplo do que já foi anunciado pelo Itaú Unibanco na última sexta-feira, dia 29 de janeiro.

Com isso, o Bradesco também se junta ao Banco do Brasil, Nossa Caixa, Caixa Econômica Federal, Banrisul, VR, ING, Intercap, Industrial, Rendimento, Daycoval, Pine, Merril Lynch, Cruzeiro do Sul, Cacique e BES, que já aderiram ao programa. “É uma notícia muito importante para as bancárias do Bradesco e para seus filhos. A ampliação da licença-maternidade foi uma conquista importante da mobilização da campanha nacional dos bancários de 2009. Vamos continuar atentos até que todos os bancos façam a adesão ao programa”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.

A ampliação é válida para todas as funcionárias. O Bradesco informou que as bancárias que retornaram ao trabalho a partir de 1º de janeiro de 2010, após ter completado 120 dias da licença-maternidade, e tinham enviado carta solicitando a ampliação para 180 dias, será concedida a prorrogação de 60 dias a partir de 4 de fevereiro. Caso as funcionárias estejam em férias, a prorrogação será concedida imediatamente após o retorno ao trabalho.

Além da Fenaban e do Bradesco, a Contraf-CUT também remeteu cartas aos demais bancos privados que ainda não aderiram ao Programa Empresa Cidadã, como o HSBC, Santander, Mercantil do Brasil, Safra e Citibank, dentre outros. 

Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe!