BB/Nossa Caixa : revertidas as 10 demissões e banco anuncia calendário prévio para incorporação da Nossa Caixa

A extinção do CNPJ do banco Nossa Caixa e, consequentemente, de todas as diretorias e presidência da instituição está prevista para 30 de novembro, dando início ao processo de transição para a nova estrutura frente à incorporação pelo Banco do Brasil.

A informação foi anunciada pelos representantes do BB, durante reunião da mesa temática sobre a incorporação do banco paulista, realizada nesta quinta-feira (3), em Brasília, com participação da Executiva do Comando dos Funcionários da Nossa Caixa.

Entre 01 e 30 de novembro, a instituição realizará campanha de esclarecimentos sobre o Termo de Opção (T.O.) para os bancários da Nossa Caixa que quiserem aderir ao regulamento de pessoal do BB.

As adesões, individualizadas, poderão ser feitas a partir de 02 de dezembro, sem prazo limite. Também a partir desta data, independentemente da opção, todos os auxiliares administrativos da Nossa Caixa (denominados escriturários ou posto efetivo no BB), bem como os caixas, poderão solicitar transferências para outras unidades com vagas disponíveis, desde que tenham atendidos os devidos requisitos. Neste caso, não haverá mais a necessidade de autorização das chefias.

Para os gerentes gerais, considerados pelo BB como prepostos (portanto detentores de cargos de confiança), a adesão ao regulamento de pessoal do BB será obrigatória para aqueles que tiverem interesse em manter a atual ocupação.

De acordo com os representantes do BB, todas as vagas que forem criadas em função da incorporação serão destinadas aos atuais funcionários da Nossa Caixa.

Conforme pleito da Executiva do Comando dos Funcionários da Nossa Caixa, todo o processo de adequações à nova estrutura, deverá ser acompanhado pelo movimento sindical. “Destacamos a importância de os sindicatos acompanharem, de forma a garantir transparência e de melhor orientar os trabalhadores”, relatou Carlos Orpham, membro da Executiva do Comando.


Revisão da demissões – Logo no início da reunião, a representação do BB confirmou a reversão das 10 demissões de gerentes da Nossa Caixa, realizadas no último dia 30, no Estado de SP.

A representação do banco federal deixou claro que houve um equívoco e que não há qualquer intenção de se proceder desligamentos. “Pelo contrário, temos expectativas de abertura de novas agências no Estado e de efetivar novas admissões, uma vez que é, praticamente, desprezível a sobreposição da rede”, antecipou José Roberto Mendes do Amaral, do Banco do Brasil.

Na avaliação da representante da FETEC/CUT-SP na Executiva do Comando dos Funcionários da Nossa Caixa, Adriana Pizarro, a reunião foi produtiva. “A partir das nossas pressões, conseguimos reverter as demissões e obtermos a reafirmação dos representantes do BB de que esta não é prática pretendida por eles. No entanto, é fundamental que esclarecimentos do T.O. sejam feitos pelo banco com detalhamento suficiente para que o trabalhador tenha tranquilidade numa decisão tão importante na sua vida. Por outro lado, consideramos justa a garantia dada pelo BB de que as novas vagas decorrentes da incorporação serão ocupadas por funcionários da Nossa Caixa”.

A próxima mesa temática sobre a incorporação está agendada para o dia 17 de setembro, em local a ser definido.

Fonte : Fetec / Lucimar Cruz Beraldo

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!