Bancários rejeitam proposta e aprovam greve por tempo indeterminado

Com ampla maioria dos votos, a categoria bancária de Jundiaí e Região rejeitou a proposta oferecida pela Fenaban em assembléia realizada hoje (23/09).

 

Os bancários aprovaram também a proposta de greve por tempo indeterminado à partir do dia 24 de setembro, quinta-feira, em todas as cidades pertencentes ao Sindicato.

 

Estiveram presentes 121 bancários. A greve foi aprovada por 80% dos presentes.

 

A proposta da Fenaban até o momento:


Reajuste
: 4,5%.
PLR a) Parcela em número de salários: 1,5 salário reajustado limitado ao valor individual de R$ 10.000 e limitado a 4% do lucro líquido de 2009, o que ocorrer primeiro.
b) Parcela linear: 1,5% do lucro líquido, distribuído linearmente, limitado ao valor individual de R$ 1.500,00.
Condições: Os bancos que tiverem prejuízo em 2009 não pagarão PLR. O valor poderá ser compensado dos planos próprios de participação em lucros ou resultados.

Salário de ingresso
Portaria: R$ 673,71.
Escritório: R$ 966,20.
Caixa: R$ 1.252,03.
Salário após 90 dias
Portaria: R$ 738,00.
Escritório: R$ 1.059,25.
Caixa: R$ 1.1.80,24.

Anuênio: R$ 16,35.
Gratificação de compensador de cheques: R$ 93,13.
Auxílio refeição: R$ 16,63.
Auxílio cesta-alimentação: R$ 285,21.
13ª cesta-alimentação: R$ 285,21.
Auxílio-creche/babá: R$ 285,00 (até 71 meses).
Auxílio-funeral: R$ 549,89.
Ajuda de deslocamento noturno: R$ 57,39.
Indenização por morte ou incapacidade decorrente de assalto: R$ 81.998,61.
Requalificação profissional: R$ 819,52.

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email