Bancários participam do Dia do Basta, nesta sexta (10)

Categoria promove atos e paralisações em todo o país

Os trabalhadores estão cansados de tanto retrocesso e falta de respeito com os seus direitos, que foram conquistados em décadas de luta. Por isso, nesta sexta-feira, dia 10 de agosto, a Confederação Nacional dos Trabalhadores (Contraf-CUT), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), demais centrais sindicais e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, realizarão o “Dia do Basta! ”.

A data contará com manifestações, paralisações, atrasos de turnos e atos de protestos nos locais de trabalho, praças e ruas. A categoria bancária vai promover retardamento da abertura de agências e departamentos e participar das atividades locais que serão realizadas por sindicatos de diversas categorias.

Em Jundiaí a mobilização acontece no calçadão central, em frente ao prédio do antigo Banespa.

“O Dia do Basta é um Dia Nacional de Luta de todas as categorias contra o desemprego e a retirada de direitos. Mas, também é um momento em que os bancários mostrarão aos banqueiros que não aceitarão a retirada de direitos e que querem aumento real”, convoca Juvandia Moreira, presidenta da Contraf-CUT.

As mobilizações também são um protesto contra a política de preços da Petrobras e o aumento do gás de cozinha, a política de privatização e os cortes promovidos pelo governo do ilegítimo Michel Temer nas políticas sociais, além da liberdade do ex-presidente Lula e seu direito de concorrer à Presidência da República nas eleições de outubro.

Para o presidente da CUT, Vagner Freitas, o Dia do Basta é uma forma de se posicionar contra o governo golpista e defender os direitos dos trabalhadores.

“É o dia para dizer que não aguentamos mais esse governo golpista e queremos que os nossos direitos sejam respeitados. E para que isso aconteça é fundamental que todos participem das atividades neste 10 de agosto em todo o país”, afirma.

Em São Paulo, as centrais e os movimentos populares marcaram a concentração para o ato a partir das 10h, na Avenida Paulista, região central, em frente ao prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Campinas, no interior do estado, também terá um ato organizado pelos trabalhadores, a partir das 16h, no Largo do Rosário, no centro da cidade.

 

Fonte: Contraf-CUT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *