Bancários do Itaú têm acordo de controle de jornada e registro de ponto

Prazo para que trabalhadores apresentem discordâncias com o registro termina nesta quinta-feira 24

O movimento sindical firmou um acordo junto ao Itaú de Controle de Jornada e Quitação das Obrigações do Registro de Ponto dos funcionários.

Além do controle mensal do registro de ponto diário, os funcionários tiveram acesso a um termo de quitação de suas horas do ano de 2019 e têm a possibilidade de concordarem ou não com os registros. Caso não concordasse com algum mês, o bancário poderia procurar o Sindicato e abrir um chamado na Central Pessoas.

Os bancários receberam e-mail para comunicar a discordância e possíveis irregularidades no dia 14 de dezembro, com prazo de dez dias, ou seja, este prazo se encerra nesta quinta-feira 24.

“Nós estamos acompanhado todo o processo para que não haja nenhuma irregularidade e que todas as horas extraordinárias sejam pagas, conforme previsto em nossa CCT. Os trabalhadores que perceberem ou passarem por algum problema em relação ao seu registro de ponto devem contatar o Sindicato imediatamente para que os erros sejam corrigidos. É importante destacar que a assinatura do Termo de Quitação não pode ser obrigatória”, esclarece a dirigente do Sindicato, Valeska Pinkovai.

“Ressaltamos que esta quitação se refere somente a sua jornada do semestre e não anula nenhum outro tipo de reclamação trabalhista de seus direitos”, alerta ainda a dirigente.

Valeska destaca também que o funcionário precisa estar atento a todas as suas horas registradas e sempre conferir para que não tenha nenhum erro. “É muito importante a atenção para que não tenha nenhum problema futuramente. E o trabalhador não deve aceitar pressão para que seja feito rapidamente. Qualquer dúvida entre em contato com o Sindicato”, orienta.

Fonte: SPBancários com edições Seeb Jundiaí

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email