ATUALIZE O SEU CADASTRO

Ato na Avenida Paulista exige redução dos juros

Nesta quarta feira (21/01), foi promovido um ato pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) em São Paulo, que foi realizado em frente a sedes do BC ou do Ministério da Fazenda em todas as capitais brasileiras e em Brasília, exigindo a redução dos juros e do spread bancário para que haja mais crédito para ser investido na geração de empregos. A manifestação visa dar um recado aos integrantes do Comitê de Política Monetária (Copom) que decidem na tarde de hoje a taxa básica de juros, a Selic.

É importante destacar que na última semana houve cerca de 400 demissões no Santander e outra centena no HSBC. Os bancos estão se aproveitando da crise para demitir e reduzir crédito para as empresas e para a sociedade. Diferente do Brasil, vários países estão reduzindo as taxas juros. É necessário também que o Governo do Estado de São Paulo também faça a sua parte e promova ações no sentido de ampliar investimentos voltados à produção.

O presidente da Federação dos Bancários da CUT e presidente interino da CUT estadual, Sebastião Cardoso ressalta: “Como podem tão poucas pessoas (presidente do BC, ministro da Fazenda, do Planejamento) decidirem sobre a riqueza da nação, sem levar em conta questões sociais fundamentais, como o emprego?”, questiona o dirigente.

Vale lembrar que o movimento sindical há anos vem reivindicando a democratização das decisões, com a participação de representantes dos trabalhadores e do empresariado.

Compartilhe!