Assinatura do Acordo aditivo com a Caixa é nesta sexta-feira (29)

A representação dos bancários assina nesta sexta-feira, 29/11, o acordo aditivo da Convenção Coletiva de Trabalho 2010/2011, com a Caixa Federal, no Rio de Janeiro, às 10h.

Devido a greve de 15 dias organizada pelos bancários, os empregados da CEF conquistaram avanços importantes na Campanha Nacional 2010, como reajuste de 7,5% em todas as verbas salariais, elevação do piso de ingresso para R$ 1.600 (o que representa 10,11% de reajuste) e para R$ 1.637 após 90 dias (aumento de 12,74%), além de um acréscimo linear de R$ 39,00 em todas as referências do PCS de 2008. Além de uma PLR Social, equivalente a 4% do lucro líquido, distribuídos de forma linear para todos os empregados.

A luta dos empregados da Caixa é um processo que vem desde 2003 e só foi consolidado nesta Campanha Nacional graças a união dos bancários”, afirma Luiz César de Freitas, presidente da FETEC-CUT/SP.

Também nesta sexta-feira a Caixa paga o total da regra básica de PLR, que corresponde a 90% do salário, mais R$ 1.100,80 com teto de R$ 7.181 ou limitado a 13% do lucro líquido projetado de 2010, o que ocorrer primeiro. Considerando a projeção conservadora do lucro deste ano em R$ 2,550 bilhões, o total de 13% do lucro virá primeiro e será insuficiente para a aplicação integral da regra básica. Desta forma, nos moldes do ano passado, será usado um redutor de 35%. Além disso, será creditado o valor de R$ 620, referente a parcela adicional da PLR, diante da projeção do lucro de 2010. O banco depositará metade da PLR Social, conquistada com a greve deste ano, que garante a distribuição do total de 4% do lucro líquido, também dividido igualmente pelo número de empregados.

Fonte: Fetec/CUT-SP

Compartilhe!