ATUALIZE O SEU CADASTRO

Assembléia aprova proposta da CEF em Jundiaí

Com 67% dos votos a favor e 30% dos contrários e uma abstenção, os funcionários da Caixa Econômica Federal, aprovaram hoje (14/10) proposta oferecida pelo banco em assembléia realizada no Sindicato.

A assembléia aprovou também a suspensão da greve, uma vez que em outros locais (São Paulo e Brasília) os funcionários rejeitaram a proposta oferecida.

O presidente do Sindicato, Paulo Santos Mendonça, enalteceu a participação de todos os funcionários da CEF, que de forma corajosa participaram de toda a Campanha Salarial 2009.

Além disso, lamentou a postura de alguns gestores que “querem ser mais realistas que o rei”, que condenaram a participação de alguns funcionários na greve, e que agora irão ser beneficiados com a luta destes companheiros.

Veja como ficou a proposta na Caixa:

proposta de PLR da Caixa prevê a distribuição de valores fixos por Grupos de Cargos, definidos “de acordo com a complexidade das atribuições”, variando de R$ 4 mil a R$ 10 mil (veja aqui tabela com os valores por Grupo de Cargos). Cada bancário receberia essa regra própria da Caixa ou a regra da Fenaban, o que for maior. Além disso, a proposta prevê a antecipação até o dia 3 de novembro de 2009 de 100% do valor aplicando a regra básica da Fenaban. A segunda parte seria paga em março de 2010.

Outras propostas - O banco reafirmou também as demais propostas apresentadas anteriormente, tais como: eleição de todos os cipeiros, contratação de 3 mil empregados, criação de comitês de combate ao assédio moral, e abertura de negociação sobre o Saúde Caixa, entre outras.

Dias parados - A Caixa seguirá a regra negociada com a Fenaban, com compensação dos dias não trabalhados por motivo de paralisação entre os dias 17/09 e 14/10 com prestação de jornada suplementar até o dia 18/12.

Fonte: Secretaria de Imprensa do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região / Contraf-CUT

Compartilhe!