Aprovados em concurso do INSS pedem nomeação na Justiça

Concurso de 2015 já expirou, mas candidatos seguem pedindo explicações ao governo

Aprovados no último concurso do INSS realizado em 2015 estão indo à Justiça para pedir sua nomeação, segundo informações da Condsef (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Serviço Público Federal).

Nas ações, os candidatos aprovados pedem sua nomeação sob o argumento de haver vagas disponíveis e de déficit de pessoal no INSS. Com uma fila de 2 milhões de benefícios, o INSS terá que chamar servidores aposentados e militares para conter a crise.

A validade do concurso público expirou em agosto de 2018, mas candidatos que entraram com ações individuais já conseguiram a posse, segundo a confederação.

Grupos que ajuizaram ações coletivamente ainda aguardam decisões judiciais. Segundo integrantes de uma comissão de excedentes do concurso do INSS que conversaram com reportagem, mas não quiseram se identificar, o órgão deixou o concurso expirar e não deu explicações sobre o caso, mesmo com déficit de trabalhadores.

As ações foram iniciadas antes de o concurso expirar, segundo os integrantes. Com o anúncio da contratação de 7 mil militares para uma força-tarefa no INSS, o grupo pretende cobrar ainda mais a resolução do caso.

A comissão já fez diversas manifestações em Brasília, reivindicando as nomeações. Em nota, a Condsef diz repudiar a decisão do governo de contratar militares para prestar atendimento no INSS.

Eles afirmam que a ação trará a desvalorização do servidor público e do órgão e pedem que, no lugar disso, o governo realize novos concursos públicos para provimento das vagas ociosas, com mão de obra capacitada.

Questionado pela reportagem sobre os casos judiciais, o INSS não comentou e informou apenas que o concurso expirou em 5 de agosto de 2018.

fonte Agora São Paulo / Uol

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email