18 de Maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil

Impunidade e silêncio. Quando o assunto é exploração sexual de crianças e adolescentes, infelizmente, é isso que acontece. A sociedade se cala enquanto os agressores não são punidos. As vítimas ficam esquecidas.

Visando contribuir com o processo de luta contra a impunidade em relação a esse tipo de crime, pela reafirmação do Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Infanto-Juvenil e pelo fortalecimento da participação da sociedade nessa luta, foi que as entidades sindicais bancárias se uniram na Campanha de Combate à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes.

A campanha permanente foi lançada em maio de 2008 é realizada pela Federação dos Bancários da CUT de SP - FETEC/CUT-SP, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro - Contraf CUT, o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região , a Associação dos Funcionários do Grupo Santander – AFUBESP e todos os sindicatos dos bancários filiados à FETEC CUT/SP.

Queremos mobilizar e convocar toda sociedade a participar dessa luta de prevenção e combate à violência sexual contra crianças e adolescentes. É preciso formar uma consciência nacional para denunciar e romper com esse ciclo de violência e proteger crianças e adolescentes brasileiros”, afirma Maria Izabel da Silva, a Bel, secretária de Políticas Sociais da FETEC-SP e coordenadora da campanha.

A Campanha tem o apoio do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - CONANDA, do Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente - FÓRUM NACIONAL DCA, da JORNADA CIDADÃ e da Central Única dos Trabalhadores do Estado de São Paulo - CUT SP.

O combate à violência e à impunidade de todas as maneiras que se apresentarem, e não apenas no âmbito bancário, é uma de nossas bandeiras de luta, pois queremos uma sociedade onde a justiça prevaleça para todos”, afirma o presidente da FETEC-SP Luiz César de Freitas, o Alemão. “Dessa forma, queremos contribuir para construção da cidadania neste país com campanhas como essa e tantas outras que nos empenhamos em promover ao longo da história do movimento sindical”.


Serviço – confira a seguir os eventos alusivos ao Dia Mundial de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-Juvenil


- Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes: reflexão sobre o papel e a contribuição do Legislativo nesse enfrentamento. Organização: Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo

Data: 18/05

Hora: das 9h às 13h

Local: Plenário Franco Montoro, ALESP – Av. Pedro Álvares Cabral 201, São Paulo


- Palestra sobre o tema, com a secretária de Políticas Sociais da FETEC-SP Maria Izabel da Silva (Bel). Organização: Cedeca Jundiaí

data: 18/05

Hora: 13h

Local: Cúria Diocesana de Jundiaí, na Rua Roberto Mange, , 400 – Anhangabaú Jundiaí-SP


Em memória de Araceli - 18 de Maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil. A data foi instituída pela lei federal 9970/00 em alusão a um dos mais hediondos crimes ocorridos no País, a morte da garota Araceli Cabrera Crespo.

Em 1973, nesse dia, em Vitória/ES, Araceli foi raptada, drogada e estuprada por rapazes de classe média dessa cidade. Apesar de hediondo, o crime ficou impune, devido à influência das famílias dos acusados, Paulo Helal e Dante de Brito Michelini.

Desde a instituição da data pelo Congresso Nacional, a sociedade civil e o movimento organizado promovem atos públicos para lembrá-la, estimular e encorajar as pessoas a denunciarem esse e outros tipos de violência, além de lutar pela implantação de políticas públicas capazes de fazer o enfrentamento ao fenômeno.

Fonte: Fetec/SP

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email