Sustentabilidade nos bancos é só discurso

O discurso da sustentabilidade tão propagada pelas instituições financeiras do mundo continua somente na conversa. De acordo com estudo da empresa BanKTrack, chamado de “Close the Gap”, a qualidade políticas de crédito e investimento desenvolvidas por 49 bancos de 17 países, indicam acunas que devem ser preenchidas pelo setor bancário para que o segmento se torne mais responsável social e ambientalmente.

 

No relatório, foi apontado que as considerações dos empresários ainda prevalecem sobre os direitos das comunidades locais. Em geral, muitas políticas analisadas não apresentaram critérios para serem consideradas adequadas. Além disso, as iniciativas dos bancos avaliadas numa escala de 0 a 5, a maioria delas obteve apenas 1 ponto. 

 

A situação não é muito diferente entre os bancos brasileiros, onde as principais críticas giram em torno da carência de políticas próprias capazes de orientar a atuação da instituição financeira sobre a sustentabilidade.

 

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia

Compartilhe!