Queixas contra bancos sobem 53% em maio

Queixas contra bancos sobem 53% em maio
Santander lidera ranking de instituições mais reclamadas do BC. Estudo de consultoria mostra que queixas também cresceram nas redes sociais

 


São Paulo – As reclamações de clientes contra os bancos aumentaram 52,88% em maio, na comparação com o mês de abril. O ranking de instituições financeiras – com mais de um milhão de correntistas – mais reclamadas, divulgado mensalmente pelo Banco Central (BC), mostra também que o Santander passou à frente do Itaú Unibanco e lidera a lista, com índice de queixas de 1,15 a cada 100 mil clientes.

Em maio, o ranking do BC apresentou um total de 928 reclamações contra os bancos. Em abril, esse número foi de 607. Na comparação com maio de 2010, o número de queixas também subiu em 23%, já que naquele mês o total foi de 749.

Ranking – Atrás do banco espanhol vieram Banco do Brasil, Itaú Unibanco, Bradesco e HSBC. A maioria das reclamações contra o Santander (41,7%) e Itaú Unibanco (25,5%) foi por débitos não-autorizados; o BB (48,5%) teve mais queixas contra tarifas, cobrança irregular e serviços não contratados, o Bradesco (16,54%) por tarifas, cobrança irregular e serviços diferenciados; e o HSBC (13,34%) por esclarecimentos incompletos ou incorretos.

Redes sociais – Estudo da consultoria McKinsey mostra que as queixas de correntistas também cresceram nas redes sociais como Facebook e Twitter. De acordo com o levantamento, 40% das informações trocadas por clientes nas conversas “boca a boca” nas redes têm caráter negativo. As instituições financeiras ganham com boa diferença de outros setores de serviços cuja proporção de reclamações nas redes sociais chega a 20%.

O estudo foi apresentado durante o Ciab, evento sobre tecnologia bancária, que aconteceu em São Paulo até esta sexta-feira 17.

Redação, com informações do Valor Econômico – 20/06/2011

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email