Jundiaí realiza plenária para discussão da redução da jornada dos assistentes do BB

 

O Sindicato realizou na noite de ontem (04/02), uma Plenária com funcionários do Banco do Brasil para discutir sobre a implantação do novo plano de funções comissionadas de 6 horas imposta banco. A plenária contou com a participação de aproximadamente 50% do público alvo (assistentes).

Foi destacado que a proposta apresentada pelo banco é unilateral e que não houve acordo com os sindicatos e os órgãos de representação da categoria.

“Ao que parece, o banco está tentando se livrar do passivo trabalhista referente à 7ª e 8ª horas, da pior forma possível, sem discussão ou acordo com os sindicatos”. – recorda Álvaro Pires da Silva, diretor do Sindicato e funcionário do BB.

Embora a plenária não tenha poder deliberativo, foi pactuado entre os presentes que a adesão à redução da jornada só se dará após a implantação da CCV e mediante o conhecimento das suas regulamentações.

“Embora seja uma opção pessoal, é importante que o bancário aguarde as reuniões que deverão ocorrer nas federações e na Contraf, cuja pressão está sendo no sentido de avançarmos na questão da regulamentação na defesa da redução de jornada sem redução de salário”. – comenta Silvio Rodrigues, diretor do Sindicato e funcionário do BB.

Está prevista uma reunião da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB na próxima quinta-feira (07/02) na Contraf-CUT, para fazer uma avaliação das reuniões e plenárias que estão ocorrendo em todo país.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região 

 

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email