Itaú e Bradesco cortam juros para empresas e pessoas físicas

  •  
  • O Itaú Unibanco e o Bradesco anunciaram nesta quarta-feira a redução da taxa de juros no crédito para pessoas físicas e empresas. Com a decisão, os bancos seguiram o movimento dos públicos Caixa Econômica e Banco do Brasil e dos privados Santander e HSBC, que já haviam cortado os juros. As reduções fazem parte da estratégia do governo para baixar o spread (a diferença entre o custo que o banco capta recursos e a que ele empresta ao cliente).

    Na semana passada, o ministro da Fazenda, Guido Mantega aumentou o tom e disse que os bancos privados têm espaço para reduzir os spreads. Em seguida, o HSBC cortou juros e ontem o Santander anunciou taxas menores para pequenas empresas. O Itaú foi o último a anunciar os cortes.

    Mais: Caixa pode elevar juros caso Selic volte a subir em 2013

    De acordo com o banco, os correntistas terão o benefício de redução de taxas para financiamento de veículos e no crédito consignado INSS, para as novas operações contratadas nas agências do Itaú. Os novos juros começam a vigorar na próxima segunda-feira.

    No caso do financiamento de veículos, a taxa mínima sofrerá redução de 8%, até 0,99% ao mês. O corte só valerá para clientes com contas no banco há mais de um ano, em operações com 50% de entrada e parcelamento em até 24 meses. Nos consignados para beneficiários do INSS, o Itaú reduziu a taxa mínima para 0,89%, e a máxima, para 2,20% ao mês. Clientes que recebem seus salários no banco terão redução na taxa mínima do cheque especial, que passará a 1,95% ao mês, enquanto que no cartão de crédito os juros mínimos serão de 3,85% ao mês.

    Também: Veja se vale a pena trocar de banco para pagar juros menores

    O Itaú também reduziu os juros nas linhas de crédito para micro e pequenas empresas. No cheque especial, a taxa mínima será de 1,95% ao mês. Já no capital de giro o banco oferecerá juros a partir de 1,14% ao mês, em desconto de duplicatas e cheques, a partir de 1,29% ao mês.

    Bradesco 

    Mais cedo, o Bradesco já havia anunciado a redução de juros no crédito para pessoas físicas e empresas e a ampliação dos limites de crédito em R$ 21 bilhões para os dois segmentos e bancos de montadoras.

    Para os clientes pessoa física do Bradesco haverá redução de taxas nas linhas de financiamento de veículos, crédito pessoal, consignado e aquisição de bens. A taxa do crédito pessoal, por exemplo, cai de 2,66% para a partir de 1,97% ao mês. No financiamento de veículos, a taxa que era de 1,35% passou a ser a partir de 0,97% ao mês.

    iG São Paulo | 18/04/2012

     

    Compartilhe!

    Share on facebook
    Share on twitter
    Share on linkedin
    Share on email