Contraf discute mudanças no plano de saúde com Santander nesta quarta

align=leftA Contraf-CUT, federaçôes e sindicatos retomam nesta quarta-feira (27), às 16 horas, o Comitê de Relaçôes Trabalhistas (CRT) com o Santander, em São Paulo. Um dos problemas que será discutido é a recente mudança unilateral no plano de saúde do Bradesco, que afeta milhares de funcionários do banco.

Além do reajuste médio de 28,5%, há alteraçôes profundas nas regras dos aposentados, cujas contribuiçôes passarão a levar em conta a faixa etária e irão quase triplicar ao final do prazo de cinco anos, o que poderá excluir muitos trabalhadores que dedicaram toda a sua vida profissional ao banco.

Também estarão na pauta do CRT outras demandas, como o cumprimento da norma interna do banco de proibição de metas individuais para os caixas, o fim da homologação nos sindicatos por prepostos terceirizados do Santander e a retirada das açôes judiciais movidas pelo banco contra várias entidades sindicais.

Emprego

A reunião com o vice-presidente sênior do Santander, responsável pela área de recursos humanos, será realizada nesta quinta-feira (28), no prédio da Torre, a partir das 18 horas. O agendamento ocorreu em resposta à solicitação das entidades sindicais de um encontro com o presidente do banco, Jesús Zabalza, diante da onda de demissôes e da falta de funcionários na rede de agências.

Apesar do lucro líquido de R$ 4,3 bilhôes até setembro deste ano, o Santander cortou 3.414 empregos no mesmo período, o que é totalmente injustificável. Só no terceiro trimestre a instituição lucrou R$ 1,4 bilhão, mas eliminou 1.124 postos de trabalho. Já nos últimos 12 meses, a redução alcançou 4.542 vagas, uma queda de 8,2% no quadro de funcionários que fechou setembro em 50.578.

Queremos o fim das demissôes, da rotatividade e das terceirizaçôes, bem como a contratação de mais funcionários para combater a sobrecarga de serviços, o assédio moral e o adoecimento, a fim de melhorar as condiçôes de trabalho e o atendimento dos clientes, destaca Ademir Wiederkehr, secretário de Imprensa da Contraf-CUT.

Não é à toa que o Santander voltou a ocupar o primeiro lugar em outubro do ranking de reclamaçôes de clientes no Banco Central, depois de ter ficado um mês em segundo lugar após sete meses consecutivos na incômoda liderança, destaca.

Reunião da COE do Santander

Antes do CRT, a Contraf-CUT promove nesta quarta, às 10 horas, uma reunião da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander, no Auditório Amarelo do Sindicato dos Bancários de São Paulo. O objetivo é preparar os debates com o banco.


Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email