Contraf-CUT reivindica do HSBC pagamento da segunda parcela da PLR

A Contraf-CUT enviou nesta quinta-feira, 17, correspondência ao banco HSBC cobrando informações sobre a data e valor do pagamento da segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e do PPR, programa próprio de remuneração da empresa. A carta também reitera reivindicação de que não seja descontado das duas verbas o adiantamento de 15% dos salários feito pelo banco em fevereiro de 2010.

A Contraf-CUT já havia enviado, no dia 2 de fevereiro, outra carta aos bancos cobrando o pagamento da PLR. Até o momento, anunciaram a data do pagamento apenas o Santander (dia 18) e o Bradesco (Dia 25).

O adiantamento foi feito pelo banco inglês em fevereiro de 2010 como uma forma de compensar os bancários pelo não pagamento do PPR de 2009. Desde então, a Contraf-CUT busca negociar com a empresa o não desconto nem compensação dos valores pagos. “Essa foi uma decisão unilateral do banco é não é razoável que os bancários tenham que ser prejudicados agora”, afirma Miguel Pereira, secretário de Organização do Ramo Financeiro da Contraf-CUT e funcionário do HSBC.

Miguel lembra que os bancários já tiveram sua PLR reduzida em 2010 por conta do alto volume de provisionamentos realizado pelo banco no exercício de 2009, alcançando R$ 309 milhões. “E a situação em 2010 não foi muito deferente, já que somente no primeiro semestre foram provisionados R$ 143 milhões, valor suficiente para assegurar o não desconto”, completa.


Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email