Contraf-CUT cobra do Banco do Brasil acertos da campanha nacional

A Contraf-CUT enviou ofício ao Banco do Brasil nesta terça-feira 9 para, entre outras demandas, cobrar a correção da falta não abonada do dia 27 de setembro, último dia da greve nacional, que não foi reclassificada corretamente, em descumprimento ao acordo aditivo já assinado.

“Nos surpreendeu o banco ter feito no sistema a reclassificação das faltas, que estava com o código indevido de falta não justificada, e ao corrigir o erro simplesmente desconsiderou o acordo coletivo aditivo já assinado na quarta-feira 4 de outubro”, afirma William Mendes, diretor de Formação da Contraf-CUT e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB. 

Demais correções

A Contraf-CUT também cobrou no ofício as datas dos acertos dos direitos e conquistas da campanha nacional, dentre os quais estão o acerto dos interstícios do VCPI dos incorporados, os reajustes dos vales-refeição e alimentação que virão no próximo crédito do Visa Vale e as demais verbas salariais no dia 20. “Esperamos que os acertos venham todos em outubro, já que a assinatura do acordo foi anterior ao fechamento da folha”, acrescenta William.

Em relação ao desconto indevido do Visa Vale de outubro, devido aos dias da greve, o banco prometeu crédito para esta quinta-feira 11.


Fonte: Contraf-CUT

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email