Comissão de Empresa do Banco do Brasil reune-se em Brasília

Nesta terça-feira, 8, a Comissão de Empresa dos Trabalhadores do Banco do Brasil esteve reunida na sede da Contraf-CUT, em Brasília, para debater a retomada das mesas temáticas com o banco. 

Ficou definido pela comissão, como discussão prioritária para a primeira mesa o respeito a jornada de trabalho. “A jornada de trabalho do bancário é de 6 horas, mas o BB, como meio de burlar essa lei, criou comissões de trabalho de 8 horas. Vamos cobrar que o BB respeite a jornada de trabalho e que reduza a carga horária, sem redução de salário”, reforça Claudio Luiz, diretor da FETEC-CUT/SP.

A Comissão está indicando os dias 16 e 17/11 para a realização do primeiro encontro com a direção do banco, data a ser confirmada. Também deverão ser definidas mais duas datas para as mesas temáticas sobre bancos incorporados e para PCR (Plano de Cargos e Remuneração) e remuneração de comissões.

Os representantes dos trabalhadores também cobrarão respeito por parte do banco, que está contrariando o que foi acordado com a Fenaban, a respeito da compensação dos dias de greve e ranking de funcionários que não fizeram a compensação. “Os dias parados devem sim ser compensados, como ficou acordado, mas não deve ser uma imposição. A compensação deve ser conversada com os trabalhadores e não forçada e divulgada em forma de ranking”, refoça o dirigente.

Fonte: Fetec-SP

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email