Pesquisar
Close this search box.
Siga nossas Redes

BB/Nossa Caixa: migração não deve ser realizada

 

   
Sindicatos orientam  funcionários a não realizarem a migração para o quadro do Banco do Brasil
Nesta segunda-feira (23) o Comando dos Trabalhadores do Banco Nossa Caixa teve reunião para definir detalhes do Plano de Demissão Voluntária, o PVD, apresentado pelo Banco do Brasil no início do mês, e os termos da migração dos funcionários do banco paulista para o federal. Os representantes dos bancários deliberaram que nenhum sindicato fará homologação de PDV, já que para isso, o trabalhador tem que renunciar de estabilidade e todos os seus direitos adquiridos.

O Comando orienta os funcionários da Nossa Caixa a não realizarem a migração nos motes apresentados pelo BB, pois os documentos apresentam uma série de indefinições em relação ao plano de saúde, previdência complementar, além de implicar em renúncias de conquistas como anuênio, gratificação variável, redução do valor do ticket sem nenhuma contrapartida. O banco também não enquadrou nas suas regras  departamentos como CPD, contabilidade, entre outros, o que deixa os trabalhadores dessas divisões sem nenhum respaldo. “Em nenhum momento o BB deu esclarecimentos sobre as renúncias que o bancário da Nossa Caixa terá que fazer e o que irá agregar de novo, se optar pela adesão ao regulamento de pessoal do BB. São questões que o trabalhador tem o direito de saber para, então, poder decidir se quer ou não aderir”, adverte Álvaro Pires da Silva, diretor do Sindicato e funcionário do Banco Nossa Caixa.


Calendário de atividades:

27/11 – Assembleia geral em todos os sindicatos para debate e esclarecimento de dúvidas, com deliberação de paralisação de 24 horas na segunda-feira (30).

 

Compartilhe!

Seu Banco

Seu Sindicato