ATUALIZE O SEU CADASTRO

Bancos ainda seguram os empréstimos

Outros argumentam que o alto nível de reservas será inflacionário quando a economia se recuperar

Os bancos privados continuam a manter volumosas reservas em vez de aumentar os empréstimos para a economia real. Segundo a IIF, entidade que reúne as maiores instituições financeiras do mundo, os bancos americanos têm US$ 1 trilhão de excesso de reservas no Federal Reserve, ou seja, além do valor mínimo exigido pela autoridade monetária. Na zona euro, o excesso de reserva dos bancos no Banco Central Europeu aumentou para € 201 bilhões em abril. Antes da crise de setembro de 2008, as reservas exigidas dos bancos americanos eram de US$ 40 bilhões e o excesso não ultrapassava US$ 1,5 bilhão.

Alguns analistas consideram que o mecanismo de liquidez do Fed foi ineficiente para estimular o fluxo de crédito para as empresas e consumidores. Outros argumentam que o alto nível de reservas será inflacionário quando a economia se recuperar.

Fonte: Valor On Line

Compartilhe!