Bancários do mundo inteiro discutem um sistema financeiro mais justo

“De Volta ao Futuro: Rompendo Barreiras por um Sistema Financeiro Justo”. Este foi o tema do 3º Congresso Mundial de Finanças da Uni Global Union, Sindicado Global, que aconteceu na semana passada, em Portugal. O congresso reuniu trabalhadores do sistema financeiro de vários países para a apresentação dos planos de trabalho das diversas regiões onde o sindicato global que representa os trabalhadores de empresas financeiras está organizado.

Na sessão de abertura, os participantes fizeram um minuto de silêncio em memória das vítimas da tragédia ocorrida no Japão, o que ocasionou a ausência da delegação nipônica.

Durante os dois dias do evento, também foi discutida a organização de novas formas de trabalho por meio do combate às terceirizações, condições de trabalho dignas, além da venda responsável de produtos financeiros. O sistema financeiro também entrou em pauta, com a defesa dos representantes da Grécia, Turquia, França, Singapura e países africanos de haver regulação e controle do sistema financeiro em âmbito mundial, uma vez que os bancos agem como transnacionais.

A terceirização também foi abordada. “O que vimos é que esse sistema de contratação é feita em larga escala em todos os países do mundo. Quer dizer, não é um problema apenas nosso e não lesa apenas os trabalhadores brasileiros, que ficam sem perspectiva de futuro dentro das empresas e ainda por cima recebem remuneração menor”, afirma Luiz César de Freitas, o Alemão, presidente da FETEC-CUT/SP, que esteve presente no Congresso.

Menos metas, mais Saúde - No último dia do encontro, os representantes dos bancários brasileiros apresentaram a “Menos metas, mais saúde” e propuseram que ela seja encampada pela UNI Finanças, uma vez que o problema das metas abusivas também é outro que acontece globalmente e causa danos para os trabalhadores em todas as partes do mundo.

Além da FETEC-CUT/SP, o Brasil estava representado por dirigentes do Sindicato de São Paulo e da Contraf-CUT.

Fonte: Fetec/CUT-SP

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Toda a categoria, mesmo quem não é sindicalizado, pode participar e indicar as prioridades para a Campanha Nacional até o dia 03 de junho. Participe!